Notícias

O Amor Romântico e seus disfarces, parte II

Percebi que estou num relacionamento abusivo e agora, o que fazer?

O Amor Romântico e seus disfarces, parte II

Se você identificou que está numa relação abusiva e quer sair dessa situação, o mais importante para iniciar esse processo é se fortalecer.

Ler sobre o assunto, conversar com a família, amigos e pessoas de sua confiança, é essencial, pois neste momento por estar numa relação desgastada, muitas vezes se sentindo confusa, é importante estar em contato com pessoas que te façam sentir segura, ouvida e acolhida. Além disso, buscar auxílio de uma rede especializada, seja ela psicológica e/ou jurídica, é de suma importância para seu fortalecimento.

Lidar com o julgamento alheio também é muito complicado, uma vez que muitas pessoas acreditam que, quem está em um relacionamento abusivo “está porque quer”, culpabilizando a vítima e minimizando o sofrimento e a complexidade que é sair de uma relação abusiva.

Percebemos que as pessoas que procuram ajuda relatam cansaço e degaste extremo e ainda assim se questionam: se o abuso teria sido por sua culpa?  Se o erro foi seu? Demonstrando o quanto estão confusas e com pensamentos distorcidos da realidade.

Importante lembrar: quando estou numa relação abusiva, eu sou menosprezada, tratada como inferior, afastada das pessoas que gostam de mim, além de ouvir frases do tipo: Você nunca vai encontrar alguém que te aguente; você não sabe fazer nada direito; sem mim você não é nada; São muito comuns no relacionamento e abalam nossa opinião sobre nós mesmas, fazendo colocar em dúvida nosso valor enquanto pessoa.

Pode parecer difícil, mas algumas dicas podem ajudar:

 - Cerque-se de pessoas que você sabe que gostam de você e estão dispostas a te oferecer desde abraços até uma cama pra passar a noite. Pessoas que te fazem sentir amada. Construa com essas pessoas uma grande almofada de carinho pra você cair em cima quando for necessário. Elas vão te amparar.

 - Lembre daquilo que você adorava

A gente frequentemente muda sem perceber quando está num relacionamento abusivo, acaba ficando perdido e meio desnorteado sem conseguir identificar quem é. De repente, do mais absoluto nada, você não lembra mais o que fazia no seu tempo livre. Quem você era antes dessa relação? Tente se conectar às coisas que te deixam feliz. Pode ser um hobby, jardinagem, assistir filmes, caminhar. Pode ser qualquer coisa que te faça sentir aquela ligação com você mesmo.

 - Procure alguém que tenha passado pela mesma situação

 É muito mais fácil quando você tem amigos e familiares compreensivos e simpáticos à sua situação, mas melhor ainda é achar quem já passou por isso. A internet é maravilhosa nesse caso. Quem já foi vítima de pessoas muito manipuladoras pode te acalmar, te dar soluções e te ajudar de formas que você nem imagina.

E no momento em que se sentir fortalecida e decidida a dar um basta nessa relação... Não aceite chantagens emocionais. 

Não, você não vai ficar sozinha para sempre (e não existe problema em estar sozinha).

Não, você não é uma pessoa difícil de amar que jogou fora sua última chance.

O rompimento, vai doer sim, mas vai passar. Tem gente que só percebe relações abusivas anos depois que elas terminaram, olhando para as cicatrizes ou percebendo traumas. Respeite o seu tempo de superar.

Leonice Perosa
Psicóloga
CRP-12/06273

 

 

----------------------

Envie sua sugestão de conteúdo para a redação:
Whatsapp Business PORTAL SMO NOTÍCIAS (49) 9.9979-0446 / (49) 3621-4806

Cotações

Dólar Americano/Real Brasileiro

R$ 5,61

Dólar Americano/Real Brasileiro Turismo

R$ 5,90

Dólar Canadense/Real Brasileiro

R$ 4,40

Libra Esterlina/Real Brasileiro

R$ 7,48

Peso Argentino/Real Brasileiro

R$ 0,06

Bitcoin/Real Brasileiro

R$ 325,48

Litecoin/Real Brasileiro

R$ 1.127,81

Euro/Real Brasileiro

R$ 6,33

Clima

Segunda
Máxima 27º - Mínima 16º
Céu nublado

Terça
Máxima 26º - Mínima 14º
Céu limpo

Quarta
Máxima 28º - Mínima 13º
Céu nublado

Quinta
Máxima 28º - Mínima 15º
Céu limpo

Sexta
Máxima 32º - Mínima 15º
Céu limpo